Dicas para estudantes de história da arte

Arte

Seja qual for o tema, você já sabe que a história da arte requer memorização: títulos, datas e apelidos únicos do artista. Aqui está uma lista que deve ajudá—lo a organizar, priorizar e ganhar boas—ou esperançosamente excelentes-notas.

Frequentar todas as Classes

Aprender sobre a história da arte é como aprender uma língua estrangeira: a informação é cumulativa. Perder uma aula pode comprometer a sua capacidade de seguir a análise do professor ou a linha de pensamento. Sua melhor aposta, então, é assistir a todas as aulas.

Participar em discussões de classe

Você deve participar de discussões de classe. Quer você faça sua aula de história da arte no campus ou online e se o professor requer participação ou não, você deve contribuir para analisar as obras de arte e demonstrar sua compreensão das leituras o mais frequentemente possível.

Compra os livros

Comprar o material de leitura atribuído pode parecer auto-evidente, mas na economia de hoje, os estudantes podem ter que cortar os cantos em alguns dos volumes mais caros.

Devia comprar alguns livros, mas não todos? Peça orientação aos seus professores.

Ler as leituras atribuídas

Você deve ler para passar no curso. No mundo da história da arte, ler os livros e outros artigos atribuídos é crucial. Se nada mais, você vai descobrir a abordagem do seu professor para a história da Arte, inclusive quando o professor discorda com o autor.

A maioria dos professores de história da arte adoram discordar ou encontrar um erro. Leia as leituras atribuídas, a fim de reter o momento “gotcha” em cada palestra.

Se você não ler a leitura atribuída e são chamados na aula, você vai soar como um tolo, inventando as coisas ou como um preguiçoso, admitindo que você não leu o texto. Não é uma jogada sensata de qualquer maneira.

Leia—e lembre-se do que leu ao tomar notas.

Anotação

A memória muitas vezes reside na mão. Escrever informações pode levar a memorização com pouco esforço.

Fazer cartões pode ser divertido. Escrever as legendas na parte de trás da imagem também ajuda você a reter informações para as partes de identificação de seus exames.

Uma vez que você anote esta informação, sua apreciação do trabalho deve aumentar.

Experimenta. Vale a pena o esforço, especialmente quando partilhas estes cartões com os teus colegas.

Organizar um grupo de estudo

A melhor maneira de estudar a história da arte para que ela se agarre ao seu cérebro é através de um grupo de estudo. Grupos de estudo podem ajudá-lo a identificar os IDs e praticar a análise de obras de arte para perguntas de ensaio.

Na pós-graduação, jogávamos charadas para memorizar iluminuras de manuscritos medievais.

Pratique usando o site do seu manual

Muitos livros têm desenvolvido sites interativos que testam o seu conhecimento. Palavras cruzadas, questionários de escolha múltipla, perguntas de resposta curta, identificação e muitos mais exercícios podem estar disponíveis para jogar, então procure esses “sites de companhia” online.

Entreguem os papéis mais cedo

O seu último trabalho de pesquisa deve demonstrar o seu conhecimento e as habilidades que adquiriu durante o semestre.

Siga as rubricas fornecidas pelo seu professor. Se você não entende exatamente o que precisa fazer, Pergunte ao professor na aula. Outros alunos podem ser muito tímidos para perguntar e ficaria grato por ouvir a resposta do professor.

Se o professor não forneceu as Diretrizes no programa, peça as Diretrizes na classe. Pergunte sobre que metodologia usar, também.

Então pergunte ao professor se pode entregar um rascunho do jornal duas semanas antes do prazo. Esperemos que o professor aceite este pedido. Rever o seu trabalho depois de o professor pesar pode ser a melhor experiência de aprendizagem durante o semestre.

Fonte: https://artout.com.br/