Benefícios do chocolate para a saúde

Bolo

O chocolate negro é rico em minerais, como ferro, magnésio e zinco. O cacau em chocolate escuro também contém antioxidantes chamados flavonoides, que podem proporcionar vários benefícios para a saúde.

O Chocolate vem do cacau, que é uma planta com altos níveis de minerais e antioxidantes. O chocolate de leite comercial contém manteiga de cacau, açúcar, leite e pequenas quantidades de cacau. Em contraste, o chocolate escuro tem quantidades muito maiores de cacau e menos açúcar do que o chocolate de leite.

Neste artigo, exploramos alguns dos potenciais benefícios para a saúde do chocolate branco tem cacau. Também cobrimos informações nutricionais, riscos e considerações, e quanto comer.

Oxidante

O chocolate negro contém vários compostos que possuem propriedades antioxidantes, como flavanóis e polifenóis. Antioxidantes neutralizam radicais livres e previnem stress oxidativo.

Stress oxidativo refere-se aos danos que quantidades excessivas de radicais livres podem infligir nas células e tecidos do corpo.

Risco de doença cardíaca

Comer regularmente chocolate escuro pode ajudar a reduzir a probabilidade de uma pessoa desenvolver doenças cardíacas. Alguns dos compostos do chocolate negro, especificamente flavanóis, afetam dois fatores de risco principais para doenças cardíacas: pressão arterial alta e colesterol elevado.

Pressão

Os flavanóis no chocolate escuro estimulam a produção de óxido nítrico no corpo. O óxido nítrico faz com que os vasos sanguíneos dilatem ou alarguem, o que melhora o fluxo sanguíneo e reduz a pressão arterial.

Uma fonte fidedigna de 2015 investigou os efeitos do consumo de chocolate em 60 pessoas com diabetes tipo 2 e pressão arterial elevada. Os pesquisadores descobriram que os participantes que comiam 25 gramas (g) de chocolate escuro diariamente por 8 semanas tinham uma pressão arterial significativamente menor do que aqueles que comiam a mesma quantidade de chocolate branco.

Os resultados de uma fonte confiável de 2017 mostraram que os efeitos benéficos do chocolate negro sobre a pressão arterial podem ser mais significativos em pessoas mais velhas e aquelas com maior risco de doença cardiovascular, ao contrário de indivíduos mais jovens e saudáveis.

Colesterol

O chocolate negro também contém determinados compostos, como os polifenóis e a teobromina, que podem reduzir os níveis de colesterol das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) no organismo e aumentar os níveis de colesterol das lipoproteínas de alta densidade (HDL). Os médicos frequentemente se referem ao colesterol LDL como colesterol ruim e colesterol HDL como colesterol bom.

Um estudo de 2017 relatou que comer chocolate escuro por 15 dias aumentou os níveis de colesterol HDL em pessoas que vivem com HIV. No entanto, o consumo de chocolate negro não afetou os níveis de colesterol LDL nos participantes do estudo.

Efeitos anti-inflamatórios

A inflamação faz parte da resposta imunitária natural do organismo aos germes e outras substâncias nocivas. No entanto, a inflamação crônica pode danificar células e tecidos e pode aumentar o risco de algumas condições de saúde, incluindo diabetes tipo 2, artrite, e certos tipos de câncer.

O chocolate negro contém compostos com propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a reduzir a inflamação no corpo.

Um pequeno estudo-piloto de 2018 envolvendo cinco pessoas saudáveis examinou os efeitos do chocolate negro no sistema imunológico. Os resultados sugerem que o consumo de grandes quantidades de chocolate negro de 70% afeta a atividade dos genes que regulam a resposta imunitária. No entanto, não está claro como este estudo será de importância prática.

Em outro estudo de 2018, pesquisadores descobriram que comer 30 g de 84% de chocolate negro por dia durante 8 semanas reduziu significativamente os biomarcadores inflamatórios em pessoas com diabetes tipo 2. Os autores do estudo concluíram que há necessidade de estudos adicionais para avaliar as quantidades ótimas de chocolate escuro para usar para tratar aqueles com diabetes.